quarta-feira, 1 de junho de 2011

CARTA A UMA PROFESSORA !

Tiago Alves
26 Setembro 2009
Olá Stora!

Em primeiro lugar quero agradecer a paciência que teve para me aturar e para me ajudar estes últimos anos.
A Stora é uma pessoa fantástica e eu nem sei como agradecer o que fez por mim.
Infelizmente não vou poder passar o meu último ano de secundário na escola que me “acolheu” durante 6 anos, que passaram num instante, ao pé das pessoas á qual criei uma forte amizade.
Mas é assim, a vida é feita de desafios e este ano vou passar a uma nova fase da minha vida.
Esta foi a oportunidade que eu sempre desejei para a minha carreira desportiva. Para além de ter treinos bi-diário e de ter um trabalho personalizado, estou a ser acompanhado pelo João Neto, atleta olímpico e campeão Europeu. Claro, não pensei duas vezes.

Foi uma mudança radical na minha vida, mudar de escola, ter treinos bi-diários, passar dias inteiros em Coimbra. Não está a ser fácil, mas acho que estou a conseguir conciliar tudo com maturidade e de forma organizada. Só espero não me ir abaixo. Estou a ser acompanhado também por um psicólogo, que me está a ajudar a saber gerir os meus dias e a saber conciliar tudo, mas também me está a ajudar a ultrapassar o grande problema que eu tenho de baixa auto-estima, para não acontecer o que aconteceu o ano passado e, este ano andar sempre de cara alegre, como todas as pessoas me conhecem.
A Stora sabe que o Judo é a minha grande paixão, o meu vício. Todo este sacrifício, todo este trabalho, é tudo com o objectivo de realizar um sonho. Trabalho sempre até à exaustão, nunca estou satisfeito com o bom, quero sempre o excelente, há sempre coisas a melhorar, há sempre pormenores. Neste momento o meu principal objectivo é conseguir estatuto para conseguir entrar na Universidade, depois não me importo de abdicar uns aninhos da faculdade, para me dedicar a 100% ao Judo.
Estou com um mês e meio de trabalho intensivo e os resultados já estão a aparecer, participei no Campeonato da Europa pela AAC e, fiquei em 3º num torneio Internacional sub 23 em Espanha.

Eu acho que está a ser muito bom, tendo em conta que tenho 17 anos e estas competições são de um escalão superior ao meu. Mas há sempre pormenores a corrigir.
Por agora não tenho mais noticias para dar. Espero que esteja tudo a correr bem consigo, vou-lhe mandar mais cartas destas de certeza. Acho que a Stora não se importa.


video



Um grande beijinho!

Tiago Alves


(Publicado por: Horácio Alves)

8 comentários:

  1. saudades tiago... muitas saudades

    ResponderEliminar
  2. Sempre humilde e atencioso.
    Quantas saudades...TIAGO

    ResponderEliminar
  3. Ainda tenho alguma dificuldade em compreender o percurso do Tiago. Lembro-me de, na altura da morte dele, ter ido visitar o blog. Lembro-me de ter lamentado muito a semelhança que havia com a doença do meu filho. Ambos morreram de cancro gástrico. Terrível!
    Pelo que percebo, o Horácio vai publicando os textos do seu filho; textos juvenis, sobre a escola, sobre o judo, sobre a carreira, os pais ...
    Se é assim e se diz que terminaram os textos dele, acho que se procurar, talvez encontre "pedacinhos" da sua tão curta junto dos pais. Mas desses pedacinhos talvez seja possível retirar histórias e ir adiando aquilo a que eu chamo a despedida.
    Eu aproveito fotos, rabiscos nos cadernos, músicas ... tudo aquilo de que o David vivia para não me afastar dele.
    Dizem-me que é errado, que não faz bem ... mas é a única forma de falar e falar sempre do David. Diariamente.
    Porque a dor que sinto ainda sangra e já lá vão 3 anos e meio.
    Eu conheço o desespero que devem sentir os dois.
    É terrível.
    Um abraço muito terno aos dois.

    ResponderEliminar
  4. Fazes falta campeão, muita falta. **

    ResponderEliminar
  5. fazes falta, és a nossa estrela *

    ResponderEliminar
  6. Muitas saudades Tiago, já passou quase um ano, mas nunca irás desaparecer, estarás sempre comigo, eu sei que sim, sinto-te todos os dias, e é raro o dia em que não falo de ti.

    Adoro-te Mano.
    Cristiana Rodrigues, a mana do Algarve.

    ResponderEliminar
  7. Às vezes dá-me um aperto tão grande. Fazes-me mesmo falta. O que eu dava só para ouvir agora todo o teu discurso para não desistir, para não desistirmos. Preciso da tua força Tiago, preciso mesmo.

    ResponderEliminar